Servidores participam de treinamento sobre Aedes

Aproximadamente 30 servidores municipais, das secretarias de Transportes, Obras e Defesa Civil, participaram nesta quarta-feira (2), na Escola de Governo e Gestão, de um treinamento sobre o mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. A atividade faz parte das ações desenvolvidas pelo Comitê Municipal de Combate ao Aedes aegypti, criado no fim de 2015 pelo prefeito Pedro Bigardi com objetivo de integrar todas as áreas do Poder Executivo na luta contra o mosquito.

A biomédica Ana Lúcia Castro, da Unidade de Vigilância de Zoonoses, comandou o treinamento e explicou que o foco do controle é na detecção e eliminação de criadouros do mosquito. Ela destacou ainda a importância da integração das secretarias e envolvimento de todos os servidores, especialmente os que trabalham na fiscalização e estão em contato direto com a população.

Ana Lúcia destacou a importância do trabalho intersetorial

Ana Lúcia destacou a importância do trabalho intersetorial

“O controle excede as fronteiras da Saúde. O pessoal que trabalha na rua é muito importante. Por isso, o objetivo do treinamento é ajudar a todos a desenvolverem um olhar diferente em sua rotina, um olhar para o Aedes aegypti e para os diferentes criadouros do mosquito”, destacou Ana. Além disso, os participantes do treinamento estarão aptos a orientar os moradores e também serão multiplicadores das informações em seus respectivos departamentos.

Para o fiscal Mauro de Oliveira Neto, da secretaria de Obras, o treinamento agregou novas e importantes informações sobre o Aedes. “A gente já tem preocupação com isso. Mas tudo que foi passado aqui ajuda a abrir nossos olhos para coisas que a gente não percebe. E infelizmente no dia a dia a gente encontra muita situação de criadouros que foi mostrada no treinamento”, disse.

Entre os principais vilões encontrados pelas equipes da Zoonoses como criadouros estão os pratos de plantas, pneus, lonas, ralos e os mais diversos materiais recicláveis que acumulam água. “Recentemente encontramos larvas de mosquito em uma botina que estava jogada no quintal da casa de uma moradora com sintomas de dengue. Os criadouros são os mais variados, por isso temos de olhar tudo e eliminar os focos”, ensinou Ana Lúcia.

O próximo treinamento da Unidade de Zoonoses sobre o Aedes aegypti será nesta sexta-feira (4), na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Jundiaí. Representantes dos escritórios conveniados com a entidade foram convidados para o encontro. Esse grupo também será multiplicador e vai levar as informações para seus escritórios. O potencial é de atingir 5 mil associados.

Niza Souza
Foto: Paulo Grégio


Publicada em 02/03/2016

UVZ Unidade de Vigilância de Zoonoses Jundiaí
Prefeitura de Jundiaí Avenida da Liberdade, s/nº - Jardim Botânico - CEP 13214-900 - Telefone: (11) 4589-8400
Combate ao Aedes | Desenvolvido por CIJUN